Notícias
Prefeitura investe na implantação de sistema de captação e armazenamento de água no Córrego do Ouro
Publicado em: 03 de agosto de 2020
Fonte:Assessoria da Prefeitura

Após três décadas de espera os moradores do núcleo urbano da comunidade Córrego de Ouro, distante 60 quilômetros de Campo Verde, já na Serra de São Vicente e que até recentemente pertencia a Santo Antônio do Leverger, agora contam com um sistema de captação e armazenamento de água eficiente e seguro.

Esta semana a Prefeitura de Campo Verde concluiu a implantação de uma rede com 1,5 mil metros de extensão, que vai de uma nascente localizada na encosta de uma serra próxima à comunidade até dois reservatórios com capacidade para armazenar 20 mil litros de água. Parte da mão de obra foi feita pelos moradores.

A rede, de acordo com a Secretária Municipal de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente, que coordenou os trabalhos de implantação, foi construída com canos de PVC – mesmo material dos reservatórios – e substituiu o antigo sistema que era feito com mangueiras e iam da fonte até as casas sem passar por reservatório.

Por ser rudimentar, o antigo sistema oferecia risco à saúde dos moradores, conforme observou o presidente da Associação dos Pequenos Produtores da Agrovila Vale do São Vicente – Córrego do Ouro, Nadir Moreira Santana.

Segundo ele, até cobra foi encontrada na antiga rede. “A água é limpa porque ela vem da mina, mas naquele percurso da captação [até as casas] vem bicho, folhas secas que, em decomposição, geram fungos e bactérias que provavelmente têm prejudicado bastante a saúde das pessoas aqui em decorrência disso”, disse Santana. “E hoje a gente consegue reduzir em 95% essa possibilidade”, completou.

Ele também frisou que com o novo sistema de captação e armazenamento, a distribuição da água para as cerca de 40 famílias que vivem no núcleo urbano da comunidade será mais eficiente, pondo fim ao desperdício e às falhas no abastecimento provocadas pelo rompimento das antigas mangueiras.

“Eu não tenho nem palavras para dizer o quanto isso é importante. Tem fatores que a gente não consegue nem relatar, isso é o dia a dia que vai nos mostrar”, disse Santana, que, com 56 anos, nasceu e se criou no Córrego do Ouro e sempre esperou por essa melhoria. “Olha, já tem 30 anos a gente batendo nessa tecla, mas nunca tivemos êxito como estamos tendo agora. Eu fico emocionado”, completou.

Professor e diretor da escola da comunidade, Max Dellen França Capelari também destacou as melhorias que o novo sistema de captação e armazenamento de água proporcionará aos moradores. O antigo sistema, segundo ele, não supria a necessidade da localidade.

“Dava muito problema de vazamento. Quando a captação é feita com mangueiras, um [morador] corta, puxa um ramal, outro corta puxa outro ramal e aí gera rompimento, gera falta de abastecimento, gera desperdício da água. Sem contar a qualidade da água que chega [até as casas]. As mangueiras furam fácil, entra terra, prejudica a saúde, mas a principal mesmo era a questão do abastecimento”, frisou Capelari.

O professor destacou a iniciativa da Prefeitura de Campo Verde em instalar o novo sistema de captação e distribuição, que segundo ele, demostra o comprometimento da Administração Municipal com a comunidade. “Tá certo que essa solicitação é antiga, já vinha sendo solicitada nos mandatos anteriores, mas não podia [fazer porque] legalmente era inviável”, reconheceu. “E agora, que realmente oficializou essa transição de Leverger para Campo Verde, de imediato Campo Verde já atendeu”, completou.

Conforme destacou Nadir Moreira Santana, a distribuição da água até as residências será feita por gravidade, não gerando custo com energia elétrica para o funcionamento de bombas. Segundo ele, todo o trabalho de implantação da rede foi feito respeitando o meio ambiente.

Tags: Campo Verdesistema de águasanemaento
Notícias relacionadas
Diário Oficial
Informes Covid-19
Notas Técnicas
Lei Aldir Blanc
Cartilha Eleitoral
Cadastro de Atas
AMM Digital
Municípios
Curta e Compartilhe nosso conteúdo!
Consórcios Intermunicipais
Novidades