Notícias
Prédio da UPA poderá ser utilizado para atender casos de covid-19
Publicado em: 26 de março de 2020
Fonte:Assessoria da Prefeitura

O secretário municipal de Saúde de Campo Verde, Altair Timoteo de Araújo, disse hoje (26) que se necessário o prédio da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA), poderá ser utilizado para atender pacientes do novo coronavírus.

Hoje pela manhã, uma equipe trabalhava na limpeza do prédio e dos equipamentos. Na quarta-feira (25), a Secretaria Municipal de Obras e Viação iniciou o trabalho de pavimentação do pátio externo do prédio.

Na UPA, de acordo com o secretário municipal de Saúde, serão disponibilizados 30 leitos - podendo chegar até 60 se houver necessidade - para internamento e isolamento dos pacientes. A Unidade de Pronto Atendimento, que conta também com um aparelho de Raio-X para a realização de exames, funcionará como uma extensão do Hospital Municipal Coração de Jesus.

“No Hospital nós temos uma capacidade instalada. Em primeiro momento, enquanto essa capacidade não estiver lotada, nós não iremos utilizar esse espaço. Lembrando que a Secretaria de Saúde tem trabalhado para que não tenhamos o uso desse espaço, mas caso precise ele estará apto para receber os pacientes com suspeita de coronavírus”, explicou o secretário.

Uma das preocupações da população é quanto ao número de respiradores artificiais disponíveis em Campo Verde. Conforme informou Araújo, o sistema de saúde pública conta com 8 aparelho. No setor privado são mais dois. Estes aparelhos, segundo ele, podem ser requisitados pela Secretaria Municipal de Saúde por meio de locação.

“A nossa conta hoje [é que] com dez respiradores no município, caso tenhamos necessidade, acreditamos sim que estaremos bem servidos. Lógico, sempre trabalhando para que não tenhamos um surto”, disse Araújo.

Ele informou também que pacientes com problemas respiratórios graves são encaminhados para tratamento em Unidade de Terapia Intensiva em outros centros, como Rondonópolis, Primavera ou Cuiabá.

“O que nós estamos hoje fazendo as contas e tralhando é com caso em que não consigamos levar nossos pacientes para essas UTI´s. Enquanto o fluxo estiver funcionando, nós conseguiremos levar, sim. A partir do momento que não tenha mais vagas [nas UTI´s] esses pacientes permanecerão aqui. Aí sim, a tendência é que [se] utilize mais respiradores caso venha [ter] um surto muito grande, muitas pessoas acometidas pela doença, em estado grave”, ressaltou.

Araújo frisou que até agora nenhum dos 21 casos suspeitos, de acordo com último boletim da Secretaria Municipal de Saúde, feito com base nos números da Secretaria Estadual de Saúde, estão em estado grave. “Isso também nos tranquiliza nesse momento, mas estamos observando a situação do dia. Na epidemiologia, cada dia é diferente, ainda mais [em se] tratando dessa doença. Cada dia é de tomada de decisão, de analisar os dados e trabalhar com as propostas futuras”, explicou.

O secretário ressaltou que as medidas que estão sendo tomadas pela Prefeitura e pela Secretária Municipal de Saúde visam conter principalmente as aglomerações de pessoas, situação em que o risco de contágio é maior, aumentando com isso o número de pessoas que necessitam de internamento hospitalar.

“Temos a responsabilidade, temos o compromisso com os nossos moradores de Campo Verde, mas pedimos que a população também tenha esse compromisso conosco e com vocês mesmo, porque cada um sabendo o que pode fazer, sabendo as formas de contenção, nos ajuda também a conter a disseminação da doença. Isso tudo colabora para que não tenhamos que utilizar muitos leitos ou muitos respiradores. Acreditamos sim que vamos passar por esse momento e a vida vai voltar ao normal”, disse Araújo.

Tags: Campo VerdesaúdeUPAcoronavíruspandemia
Notícias relacionadas
Diário Oficial
Informes Covid-19
Cadastro de Atas
AMM Digital
Municípios
Vídeos
Vídeo institucional da AMM
Curta e Compartilhe nosso conteúdo!
Consórcios Intermunicipais
Novidades