Notícias
Brasil tem de reduzir desigualdades na educação para cumprir metas, aponta estudo
Publicado em: 11 de outubro de 2017
Fonte:Agência CNM com informações da Agência Brasil

A redução das desigualdades entre as regiões brasileiras no acesso e na qualidade da educação é um dos principais desafios do país para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) até 2030.

A afirmação é de um estudo da Fundação Abrinq, lançado nesta quarta-feira, 10 de outubro, que acompanha os objetivos relacionados à educação e ao trabalho. O estudo compõe uma série de quatro relatórios que serão publicados para analisar os principais indicadores nacionais associados a crianças e adolescentes para o monitoramento dos ODS.

Ao avaliar o acesso à educação, o principal desafio está na educação infantil. Enquanto a média brasileira de crianças de 4 e 5 anos matriculadas na pré-escola é de 91,6%, em Estados como o Acre, Amapá e Amazonas o índice fica entre 71% e 75%. Os cinco estados com mais baixa oferta de pré-escola estão na região Norte. Segundo o Plano Nacional de Educação (PNE), todas as crianças nessa faixa etária deveriam estar matriculadas até 2016.

O estudo também revela que a cobertura de creches nos estados da Região Norte é bem menor do que a média brasileira (30,4%), ficando em patamares como 6,5% no Amapá e 8,3% no Amazonas.

Na avaliação sobre a qualidade do ensino, o estudo aponta desigualdades na taxa de aprendizagem para o 3º ano do ensino fundamental. Na matemática, por exemplo, enquanto a média de crianças com aprendizagem adequada é de 42,9%, em Estados como o Maranhão o índice é de 16,3%. Na escrita, a média brasileira é de 65,5% e no Pará, de 34,3%.

Também há desigualdades nas taxas de analfabetismo da população entre 10 e 17 anos, que no Norte e Nordeste chegam a 5,4% nessa faixa etária, quase o dobro da média nacional (2,9%) e superior às demais regiões: Centro-Oeste (1,4%), Sudeste (1,3%) e Sul (1%).

O compromisso para implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foi assinado há dois anos por 193 países, incluindo o Brasil. Os ODS deverão orientar as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional nos próximos 15 anos, sucedendo e atualizando os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

CNM e os ODS
Para auxiliar os Municípios no cumprimento dos objetivos, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) desenvolveu o projeto Localizando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nos Municípios brasileiros. Dele, fazem parte ferramentas como a Mandala de Desempenho Municipal, que auxilia os Municípios brasileiros a monitorarem a implementação dos ODS.

A entidade também desenvolveu o Guia de Integração dos ODS nos Municípios. Ele traz uma rota de trabalho para que gestores municipais possam promover essa nova agenda de desenvolvimento no planejamento local.

Tags: ONUeducaçãoODSdesigualdadesestudo
Notícias relacionadas
Diário Oficial
Cadastro de Atas
Municípios
Vídeos
AMM defende aprovação de projeto que cria o Sistema Nacional de Educação
Curta e Compartilhe nosso conteúdo!
Consórcios Intermunicipais
Novidades
AMM
Atendimento
(65)2123-1200
Associação Mato-grossense dos Municípios
Av.Historiador Rubens de Mendonça,3920
CEP:78.049-938
Cuiabá - Mato Grosso
© 2015 - Todos os direitos reservados